MZ - Dicas Culturais

Teatro: Dona Baratinha o Musical

 

Dona Baratinha

 

Dona Baratinha o Musical

 

Teatro Oi Casa Grande - Rio de Janeiro (RJ)  

De 09/06 até 30/06/2018

 

 

 

Conta a história de uma baratinha que depois de falida ganha uma herança de sua avó e muito exigente começa a busca pelo pretendente ideal para o seu grande casamento. Em sua vila, a amiga de Baratinha, Tânia Jura, e uma mosca varejeira muito interesseira, irão ajudá-la nessa difícil missão. Muitos pretendentes irão aparecer para se casar com a mais nova rica do pedaço, mas Dona Baratinha terá que escolher apenas um, entre eles: o grilo, o mosquito e o rato. Quem será que dona baratinha irá escolher? Será que fará a escolha certa? Nessa divertida comédia musical as crianças e os pais irão assistir um espetáculo inspirado nos grandes musicais da Broadway.

Os figurinos inovadores para o teatro chamam muito a atenção da garotada. O conjunto de figurinos e cenários transformam a estética em um verdadeiro desenho animado, muito colorido e brilhoso. 

As músicas originais para o espetáculo são com arranjos de funk, pop, folk, jazz, samba, é tudo muito animado. Uma costura musical rica e diversificada. 

“Nosso desafio sempre é entreter desde as crianças até os mais velhos . Fazer, com muito carinho, que o programa de ir ao teatro se torne divertido e prazeroso. Um momento agradável em família.” - Allan Ragazzy, diretor e autor do musical.

O espetáculo carrega o selo de qualidade da Cia A'Dovalle que conta uma estrutura impecável de som, luz, figurinos e cenários de primeira qualidade. “Temos o compromisso com a qualidade, tratando de maneira séria o que é coisa de criança!” - Deise Reis, diretora de produção.  

 

 

Leozinho Nunes é a atração da Feijoada da Rádio Arquibancada neste sábado

 


leozinho nunes 750x425

A Rádio Arquibancada promove neste sábado, 9 de junho, mais uma edição de sua feijoada no Baródromo, e recebe o intérprete oficial da São Clemente, Leozinho Nunes, que irá sacudir com grandes sucessos da escola de Botafogo e sambas que marcaram a história do Carnaval.

A animação ficará por conta de uma sensacional roda de samba-enredo comandada pelo Grupo Arquibancada. E, encerrando a festa, é claro, o inimitável karaokê de samba-enredo!

Tudo isso no Baródromo, o primeiro bar temático voltado para a nossa maior festa popular e fica na Rua do Lavradio, 163, no coração da Lapa. A entrada custa R$ 10 e a feijoada R$ 33.

MPB4 sobe ao palco do Teatro Rival Petrobrás

 

MPB4O grupo MPB4 sobe ao palco do Teatro Rival Petrobrás, na Cinelândia, nos dias 01 e 02 de junho, sexta e sábado, às 19h30 com o show “Você corta um verso, eu escrevo outro”. A apresentação tem a participação especial de cantora Barbara Rodrix.

Com versos como os do nome deste show, o MPB4 gravou em 1972 a canção “Pesadelo”, de Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro. Apesar da letra explicitamente contestadora, a música foi liberada pela censura num drible de craque que os autores deram nos censores da época. Assim como o MPB4, diversos cantores e compositores tiveram suas canções censuradas durante o período da ditadura militar. Esse tempo sombrio que viveu nosso país e nossa música não podem ser esquecidos. Lembrar e cantar esses tempos é a melhor forma de fazer com que não voltem nunca mais.

Com o roteiro de Aquiles Reis que mistura canções já gravadas pelo grupo como a já citada “Pesadelo” e outras como “Partido Alto” (Chico Buarque) e “Mordaça” (Eduardo Gudin / Paulo César Pinheiro) e canções de autores como Geraldo Vandré, Zé Keti e Sergio Ricardo, o MPB4 contará, após pesquisar o vasto material disponível sobre o tema, algumas histórias da censura na música popular brasileira e cantará canções que marcaram a luta pela liberdade e pela democracia no nosso país.

Com mais 50 anos de carreira, o MPB4 conseguiu, com uma trajetória ininterrupta e coerente, contar e cantar a história recente da música brasileira através de suas quatro vozes.  

Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 400 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia. Data: 01 e 02 de junho (Sexta e Sábado). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Ingressos: Setor A – R$ 80 (inteira), R$ 40 (meia) | Setor B – R$ 70 (inteira), R$ 50 (promoção para os 200 primeiros pagantes), R$ 35 (meia). Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/Ingressos2z0P23j. Bilheteria do Teatro Rival – Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública e Funcionário Petrobras

Feijoada da Sorte na Beija-Flor de Nilópolis

 
No próximo domingo, dia 29, a partir das 13h, você já tem um compromisso com a Beija-Flor de Nilópolis. É que a Deusa da Passarela realizará sua Feijoada com samba e pagode, cheia de atrações. Não faltará animação ao som da Bateria Soberana aos comandos dos mestres Plínio e Rodney, a calorosa comunidade da azul e branca e seus segmentos, além dos grupos Feito D'art e as participações de Bruno Mendes, Fael Nobre e o DJs Tárcio e Haiala. Ingresso e feijoada serão vendidos a R$20, somente entrada custará R$10. A quadra da Beija-Flor fica na Rua Pracinha Wallace Paes Leme, nº 1025, em Nilópolis. Mais informações pelos tels. 2791-2866. Censura livre.      

 
Serviço:
Feijoada da Beija-Flor
Data: Domingo, 29 de outubro
Horário: A partir das 13 horas
Atrações: Grupo Feito D'art, Bruno Mendes, Fael Nobre, Djs Tárcio e Haiala e bateria da Beija-Flor.
Preço: R$10 (entrada) e R$10 (feijoada)
Local: Quadra da Beija-Flor de Nilópolis – Rua Pracinha Wallace Paes Leme, 1025, Nilópolis
Classificação etária: Livre
Informações: (21) 2791-2866 

Foto: Eduardo Hollanda

Clara Nunes é homenageada na próxima edição do Mar de Culturas, em Madureira

 

Vida e obra da cantora serão relembradas no projeto da Globo que acontece no dia 26 com a participação de Monarco, Adelzon Alves, Rodrigo Alzuguir e Susana Lira

A cantora Clara Nunes é a homenageada da próxima edição do Mar de Culturas, iniciativa da Globo que promove uma viagem musical à história de personalidades da música brasileira. O encontro acontecerá na quinta-feira, dia 26, às 19h, em Madureira, berço da Portela, escola do coração da intérprete.

Clara Francisca Gonçalves Pinheiro – seu nome de batismo – nasceu em Minas Gerais e cresceu ouvindo cantoras como Ângela Maria, Elizeth Cardoso e Dalva de Oliveira. Nos anos 70, ela se aproximou do samba, estourando no Carnaval de 1971 com ‘Ê Baiana’ e ‘Ilu-Ayê’, samba enredo da Portela. Ao longo da carreira, Clara Nunes foi reconhecida pelo conhecimento e forte ligação com o folclore e os ritmos brasileiros.

Para resgatar momentos importantes da vida e da obra da artista, participam desta edição do Mar de Culturas o cantor, compositor e líder da Velha Guarda da Portela, Monarco; o radialista e produtor musical, Adelzon Alves; e os diretores do documentário ‘Clara Estrela’, Rodrigo Alzuguir e Susanna Lira. O filme, ainda inédito reúne depoimentos de Nana Caymmi, Marisa Monte e Chico Buarque, entre outras personalidades.

A mediação será do jornalista Fábio Júdice e a cantora Illy fará uma participação musical interpretando alguns sucessos da homenageada desta edição.

Serviço:

Mar de Culturas – Homenagem a Clara Nunes

Local: Praça do Patriarca (Rua Andrade Pinto, próximo ao número 20) – Madureira

Data: 26/10, quinta-feira

Horário: 19h às 20h30

Classificação livre

Entrada gratuita